Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Férias tortas!

por Dona das Chaves, em 24.06.15

 Este ano, por contingências laborais sou forçada a estar de férias agora. O tempo até nem está tão mau assim, já esteve muito pior na segunda metade de Julho, em vários anos, que é a minha altura favorita para férias. O problema, é que por esta altura costumo estar com rinite, ou uma constipaçãozita, mas que este ano, é muito mais que uma mera costipaçãozita. Se fosse algo ligeiro, podia ir à praia, e uns bons mergulhos, e umas aspirações de água do mar resolviam a questão no primeiro dia. Acontece que da forma que eu estou, se arrisco a ir a banhos, e a estar à sombra, mesmo que debaixo de um belo chapéu de praia, vou conseguir piorar a minha situação, e posso arranjar uma pneumonia, que é mesmo o que me falta, para completar o quadro desde o acidente e a infecção do pulmão (a bem dizer desde esse dia, só tenho vindo a piorar, não só emagreci bastante, até já tenho pavor ao olhar para mim mesma, e embora me apeteça ir à praia se melhorar, tenho vergonha da minha magreza).  Como se não bastasse ainda estou sem carro, o que me condiciona muito, pois, só posso usar o carro da minha irmã, e uma vez que o trabalho dela, não vai de vento em popa, ela pode estar em casa, a qualquer dia, e necessitar de ir a algum lado. Resta-me ir para o jardim ler, ou se melhorar, ir para a piscina da minha sobrinha, molhar-me um pouco, porque para nadar, a piscina é demasiado pequena, e só com uma braçada chego à outra margem...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:34

Férias 2015

por Dona das Chaves, em 20.06.15

ferias-de-verao1.jpg

 Desde o dia do acidente que a vida não me tem corrido de modo fácil e agradável. Não bastasse a saúde ter ficado afectada, ainda não me livrei totalmente da infecção no pulmão, a tosse só aliviou com o medicamento que estou a tomar e já acaba amanhã, não bastasse a rinite alérgica, ainda se lhe juntou uma constipação daquelas que até me deixam fanhosa, já para não falar na garganta, que anda há dias a ameaçar tornar-se mais um problema. E assim até fico com o cardápio completo, ou talvez não... porque entre as correntes de ar que tenho apanhado, e o sol na "mona" nas horas de maior calor, quando no trabalho tenho de ir ao parque marcar viaturas para preparar, não me espantará se a coisa degenerar em algo ainda pior, até porque a sorte não é minha companheira! E que melhor cardápio poderia eu desejar, quando inicio precisamente hoje as minhas duas semanas de férias de Verão? Como é que nestas condições vou poder ir à praia e meter-me na água fria, ainda que a água do mar seja boa para descongestionar as vias respiratórias? Só se quiser mesmo ficar pior é que arrisco ir a banhos. E que dizer do tempo, quando a meteorologia andou a dizer que na próxima semana, este calor ia continuar e agora já vêm dizer que as temperaturas vão baixar consideravelmente, e ainda pode chover a partir da tarde de amanhã? É certo que tenho umas arrumações para fazer, mas alegrava-me ter tempo de Verão nas minhas férias, para não estranhar tanto o facto, de as ter de gozar com um mês de antecedência do habitual. É que já estou aborrecida porque só gosto de ir de férias na segunda quinzena do próximo mês, ou quando muito, na última semana de Julho e primeira de Agosto, para apanhar a minha irmã e a minha prima em Agosto e irmos acampar como costumamos fazer. E que dizer da festa de anos de uma amiga, que este ano é na praia um dia inteiro, e com jantar no mesmo local, a 28 de Julho? A ver se pelo menos me posso dedicar à leitura dos livros que tenho guardados para as férias, mas terei de arranjar forma de ir para um local calmo e sossegado, porque se ficar por casa, a minha mãe não me dará tréguas e vai querer fazer de mim o seu táxi ou moça de recados a toda a hora, como se eu não tivesse vida própria. Uma vez por outra, posso fazer um recado, ou levá-la a algum lado que precise ou a casa de uma amiga, agora fazer de táxi  e recados todos os dias nem pensar, e se me descuido é o que acontece, e depois ainda faz birra como as crianças pequenas se disser que não posso. Tenho de ter sempre um plano na manga, para poder descansar também um pouco, que é para isso que são as férias, ou arrisco a levar duas semanas de "cadeia" a cuidar dos outros em vez de mim, para isso já o faço o resto do ano, mal chego a casa depois do trabalho.  

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:50

Curuzeees....!!!!

por Dona das Chaves, em 16.06.15

Embora lá a despejar assim de rajada os últimos acontecimentos, da vida desta criatura que diz ser dona das chave: acidente a 6 de Maio, carro na oficina; hospital a 6 de Maio, dor no peito por causa do acidente, não há costelas partidas, volta a casa com medicamento para dores musculares; dias seguintes com dores enormes no peito, lado direito; uma semana e tal depois paro medicação, as dores são ainda mais, logo no dia a seguir quase deixo de ter dores... passadas duas semanas, febre sem motivo, antipirético 3 dias, visita ao sap, mais 3 dias de antipirético???; após tanto antipirético, novamente sap, pára antipirético, febre tem de ter motivo, mas volta para casa sem terapêutica... febre recomeça, obviamente... dois dias depois, hospital novamente, alguma tosse; Triagem, segue com senha amarela, após referir que lá tinha estado há duas semanas... uma hora e tal depois, nova triagem... e vai esperando... mais outra hora e tal, nova triagem??? perguntam do que me queixo... resposta óbvia, olhe não sei, já estou aqui à tanto tempo, e já é a terceira triagem, que daqui a pouco nem sei se estou aqui com alguma queixa por doença, ou se estou só ver como funcionam as urgências... assim de repente, sou chamada à sala aberta, médica de pneumologia... afinal alguém fez bem o trabalho de casa; análises e rx ao tórax, possível infecção pulmonar; passado o tempo do resultado das análises, acho que o rx ainda não tinha chegado, médica chama, e confirma infecção pulmonar, recomendação de fugas às correntes de ar... deves... então eu até trabalho numa estufa e tudo... passa a febre com antipirético, antibiótico, e algo para fazer a tosse, ser tosse mesmo, não um cof-cof tão fraco, que parece quase nada; chega resposta do seguro da outra envolvida no acidente, após um mês de insistência em saber resolução da coisa, eu sou culpada do acidente, porque perdi o controlo da minha viatura, violei o artigo não sei quantos do código da estrada...??? What, a sério??? Mesmo...??? Oh pá, e o STOP, não faz parte do código da estrada??? Violar um STOP, causar um acidente com vítimas, é o quê??? Uma proeza pelos vistos, que é o que a outra pessoa envolvida fez... E nem sei onde foram buscar a bela ideia de que perdi o controlo da viatura, porque bati na viatura que não respeitou um STOP, e se atravessou na minha faixa de rodagem, obrigando a que tentasse evitar o acidente, mas mesmo assim foi impossível, e acabei por bater na lateral da outra viatura... pois, é verdade eu violei o código da estrada... tentar evitar um acidente é violar o código da estrada, não respeitar um STOP, não... segue pedido de apoio jurídico, sem tempo de resposta certo; ok, este ano sou obrigada a tirar férias fora da minha data normal ( segunda metade de julho), portanto na próxima semana, vou estar de férias sem carro para deslocações, porque desde o acidente que ando tipo à boleia, ora um dia com o carro da irmã, ora uma manhã com scooter do pai, tarde com carro da irmã... pois só chatices... entretanto acaba remédio para fazer sair a tosse, que nunca saiu... mas sem medicamento resolveu sair, sempre manhosa na mesma, mas lá tem dado que fazer... algumas dores no peito entretanto, e agora também ameaças de dor de garganta, e as correntes de ar continuam; no meio disto há mais de uma semana um acidente de trabalho com uma aparafusadora e um parafuso daqueles que parecem uma broca na ponta, estraçalham-me o indicador da mão esquerda... que maravilha de vida que isto tem sido desde o início de Maio... então e a balança, que tínhamos feito um acordo para que ela só me desse notícias de subida do meu peso, e já quebrou o acordo e só dá notícias em contrário, logo agora que estava mesmo esbelta para o verão...  e no trabalho sobem as responsabilidades, mas comandar uma equipa de mulheres não é tarefa fácil, para mais quando uma vive com uma depressão e anda a medicamentos, mais umas coisas esquisitas, outra é uma cabeça no ar, toma as indicações todas na escada... e o trabalho só aumenta... já diz o outro da novela que a minha irmã está a ver: CURUZEEES!!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:12

Des-hábito...

por Dona das Chaves, em 13.04.15

Acho que inventei mais uma palavra sem sentido, mas que reflecte aquilo que vou escrever a seguir! Apesar do ritmo intenso de trabalho que tenho, vou sempre tendo alguns momentos, em que me lembro de algo, que à noite poderei escrever no blogue! Nem que seja, para me queixar da falta perfeccionismo, de pormenor, da equipa que tenho de fazer mexer. Só que quando chego aqui, não sei que tema abordar, não me sinto aquela pessoa que desatava a escrever e nunca mais parava, porque as palavras na ponta dos dedos vinham em velocidade foguete, e só paravam quando tomava consciência, que já ia longe e que alguém já se teria perdido a meio da leitura. Agora, acho que perdi o hábito de escrever de rajada, e que algo que escreva é sempre tão pensado, que parece "forçado", que a naturalidade que tinha ficou algures perdida no tempo, onde deixei de escrever... mas uma verdadeira escritora nunca desiste... e eu não vou desistir. Sei que logo, logo, vou voltar a escrever como antes, quer faça ou não sentido!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:27

Encravadas... eu e ela...

por Dona das Chaves, em 06.04.15

A mudança de visual já está feita, agora deverão ir aparecendo uns ajustes, aqui e ali, conforme forem surgindo as ideias, e a vontade de alterar. Hoje até era para ser um desses dias, só que a vontade passou, há umas horas atrás, quando me apercebi, que vou ter um problema sério a resolver com um médico qualquer, que me vai atender, numa urgência hospitalar, nos dias mais próximos. Como não tenho médico de família, há largos anos, será excusado dirigir-me ao centro de saúde aqui da área, logo terei de me dirigir a uma urgência, tipo SAP, ou mesmo ao hospital de Setúbal. Tudo por uma unha encravada... Coisa simples dirão alguns, uiiii, dirão outros... Aaaaiiiiiiiiiiiiii, digo eu! É que isto já é coisa do passado, e o tratamento que recebi, foi o tratamento que se dá a um morto, porque um morto não sente se o cortam, se o anestesiam ou não e depois o retalham em pedaços. Após uma queixa de uma unha encravada, fui contemplada com um "sprayzeco" no dedão do pé esquerdo, e depois... depois posso dizer que enfim, a sangue frio a dor teria sido a mesma, para me cortarem um pedaço da unha. Venho para casa com um pé, empalado, a coxear, e com recomendação para o médico de família, aquele que não tenho, lembram-se...??? Enfim, lá fui no dia seguinte fazer o penso com a efermeira, e consegui uma consulta para um médico, que não sendo o médico de família, é o Nobre Sr. Dr. que deixa o seu serviço normal, para duas vezes por semana, vir dar assistência aos desgraçados como eu, que não têm médico assitente como deveria ser. Abreviando, saí com um tratamento para vários meses, para fungos nas unhas, e tudo parecia, estar a correr bem, até há pouco tempo atrás, em que a "malfadada" unha nova deixou de crescer, o resto da unha velha ainda cá anda acoplada na unha nova, que por sinal também vem encravada e agora ainda tenho no meio de tudo isto uma infecção, que dá à coisa um aspecto miserável. E que vou eu fazer? Bater o pé, se algum desgraçado de um médico numa urgência me vem com a conversa, de ter de tirar a unha inteira, sem me anestesiar convenientemente. Não me venham cá com "sprays", que isso já nem para matar as moscas serve, quanto mais para anestesiar, um local de onde me vão sacar ( sacar é uma palavra soft, muito soft, para aquilo que me fizeram, ou irão fazer) uma parte do meu pé. Já estou a ver os meus amados kilogramas ganhos, com vista a ficar menos esqueleto a irem por terra... Mas que raio de sorte a minha... e para compensar no pé direito, a coisa está a ficar na mesma... Ora toma, para que um pé, não se ria do outro! E a coisa não tem graça mesmo!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:02

Vamos ver o que dá...

por Dona das Chaves, em 03.04.15

Tá na hora de arejar também as coisas aqui no espaço, como se faz em casa na Primavera! Há muito tempo abandonado, precisa de uma renovação e de uma mudança de ares, por forma a ficar mais de acordo com a minha personalidade. Já o conteúdo dos posts, não garanto nada, tudo dependerá do mundo à minha volta, e arredores. Vou estudar os templates disponíveis, as cores, e opções. Vou transferir tudo o que escrevi na plataforma anterior, aqui para este lado, afinal, o blog só fará sentido se estiver com tudo alojado no mesmo lugar, porque só assim a história estará a ter o seu curso natural. Só espero, ainda saber fazer as mudanças necessárias, ou como lá chegar, senão terei de pedir ajuda ao pessoal do Sapo. Lá vou eu...!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:56

Sushi, a malvada!

por Dona das Chaves, em 24.02.15

Sushi5.jpg

Desde que criei o blog, ainda no Google em 2007, já passaram quase 8 Anos??? Bom, nessa altura devo ter falado do meu gato, O Elvis, o Gato! O Elvis já era um gato sénior, e com o passar dos anos, tinha de partir. Eu já tinha jurado que não ia querer mais nenhum gato na minha vida, porque o Elvis, partiu na sequência de um tumor altamente invasivo, que o debilitou profundamente. Pois, no dia em que o meu amigo de tantos anos partiu, caiu-me literalmente no caminho o Zé Maria, um gatinho minúsculo, magríssimo e indefeso. Não se deve cuspir para o ar, foi a resposta da veterinária do Elvis... Enfim lá trouxe o Zé Maria, e durante o tempo que viveu foi um gato muito querido e amado, mais do que eu pensei que fosse. Infelizmente viveu pouco mais de um ano, uma malformação biliar, ditou a sua partida prematura. Partiu quando o segurava nas minhas mãos... :-( e nesse exacto momento percebi, que o amava muito mais, do alguma vez pensei que voltasse a ser possível, sentir tal amor por um gato, depois do meu grande amor Elvis.

Andei muito tempo a pensar se quereria ou não outro gato na minha vida. Pensei e repensei. Umas vezes dizia que sim, que era possível voltar a ter outro gato, outras vezes dizia que não, que não queria ter mais nenhum animal, pois poderia ter alguma doença que o iria fazer sofrer, e já me tinham bastado os meus grandes amores, terem partido com doenças malvadas. Eis, senão, quando a minha irmã me diz que lhe ofereceram um gatinho Bosques da Noruega, mas que o ia dar a alguém que o quisesse... Pois, e eu ia deixar que isso acontecesse... Lá depois de tanto ter pensado, resolvi que o gatinho era meu, obviamente. O gatinho oferecido, virou gatinha! Ok, tudo bem na mesma, para mim gato ou gata, não importa, é um felino, até podia ser uma pantera, um jaguar... Lá recebi recado para ir buscar a dita cuja, e fui toda contente buscar a minha nova aquisição. De Bosques da Noruega, só tem o engano, porque é uma perfeita SRD. A mãe até é uma Bosques da Noruega, mas o pai, hummm, poder ser o Esfinge lá de casa, ou o SRD do vizinho, porque o Bosques lá de criadeiro não é de certeza. Tudo bem na mesma, eu não quis o animal por ser de raça, e enfim depois de já ter vivido uns maus momentos logo que chegou (nem podia ser de outra forma... olha a sorte...) cá está a foto possível da Sushi, a "malvada". Sim, que ela é uma malvada, que nada tem a ver com os dois amores anteriores, mas que hei-de fazer, é a minha "malvada", que veio "desestabilizar" o meu sossego, para me fazer perceber que os gatos são o que são, e não o que nós queremos que eles sejam. E assim, agora tenho uma "malvada", que me tira do sério muitas vezes, mas é a personalidade dela, e é como os filhos, não os podemos moldar, apenas temos de saber viver com a sua personalidade, e gostar tanto deles, como se fossem uns doces. Mas até eu já tenho vontade de fazer "malvadezes" de vez em quando...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:31

Cotas e beijos!

por Dona das Chaves, em 20.02.15

Há poucos minutos atrás, dei-me conta que começo a ficar cota... e não é por causa da idade, isso faz parte do processo. Então é porquê? Simplesmente, porque a minha sobrinha a caminho dos seus 13 anitos, estava com o computador aqui do meu lado no Facebook, e eu olhava para o que se passava com os amigos dela. Ao ver que um "pito" imberbe estava a assumir que estava numa relação, perguntei como quem não quer nada, quem era a "pita" escolhida, sabendo que não era a minha sobrinha, o "pito" dela é outro. Respondeu que era a colega x, e eu perguntei se a rapariga não seria maior que o rapaz, pois a miúda é já bem crescida para a idade, e parece que afinal até são do mesmo tamanho. Estava eu já a imaginar coisas (afinal para que raio há-de contar o tamanho da rapaziada), e a ficar preocupada, e perguntei, se afinal estão numa relação, se eles andariam aos beijos pela escola. Recebi resposta negativa, que ainda não viu nada... Ufa... e eu a pensar que garotas de 12 anos já andavam aos beijos com os namorados... não andam pois, não...??? Não podem, ainda usam cueiros... ainda precisam tanto dos mimos da mãe, ainda usam uma fralda velha e puída, para agarrar durante a noite, podem lá andar aos beijos com os rapazes na escola??? É por isso que digo, que estou a ficar cota, não consigo aceitar estas "modernidades". Já no meu tempo as raparigas de 12 anos, tinham namoricos e lá iam havendo uns beijos atrás dos pavilhões da escola, e na paragem do autocarro, mas nesse tempo eu não ligava, e não era tia de uma adolescente de 12 anos, logo queria lá saber quem andava aos beijos com quem. Até agora, sei que a minha sobrinha e o seu "pito" não andam aos beijos, mas fico preocupada se as amigas começam a andar aos beijos com os namoradinhos, porque a coisa pega-se, e umas não querem ficar atrás das outras, e lá vai disto. E dos beijos em diante, é só um passo muito ténue. E não, a conversa da educação, blá, blá, é muito gira, mas as garotas são todas boas meninas, até ao dia em que saltam etapas, porque as hormonas são mais fortes que a educação e alertas em casa. É preciso ser-se águia para conseguir estar em cima do acontecimento a vigiar, e perceber onde e quando é preciso actuar. Sei que a minha irmã, é a melhor amiga da filha, que sabe tudo o que se passa com a filha, mas coração de tia, fica preocupado, porque também sei que a minha sobrinha, é uma adolescente curiosa, com amiguinhas já muito avançadas para a idade, e não sendo eu mãe, não adianto nada em conversar com a minha irmã, porque sei que ela vai ficar naquela de que não percebo nada de filhas adolescentes. E se calhar não percebo mesmo...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:18

Há muito, muito tempo...

por Dona das Chaves, em 13.02.15

... eu vinha ao meu blog, quase diariamente, certinho e direitinho, tipo relógio suísso!!! O que se passou entretanto? Quase tudo e quase nada...!!! Assunto para escrever, foi coisa que nunca me faltou, faltou foi muitas vezes a paciência, depois de uma reviravolta no rame-rame da vida. Foi a crise, foi a vida que não deu as voltas que eu pretendia que ela desse, foi a família que sem aumentar, dobrou em trabalho, deixei de ter net ilimitada, e os dias vão passando, e apenas vou ao Faceburro, para falar com alguns amigos, com a net da minha sobrinha, e nada mais. Penso sempre que tenho de voltar à vida blogueira, mas ponho como meta, ter net minha outra vez, antes de voltar a escrever. Como acho que essa coisa de fidelização, não se justifica, não gosto de prisões, afinal as operadoras é que nos deviam pagar para nos mantermos na rede deles, ainda não encontrei um  serviço que me satisfaça. Ou pago demais por um serviço móvel com poucas horas de navegação, ou fico atarraxada a um serviço com tudo e mais alguma coisa que eu nem uso, nem preciso, por mais €s, que os que eu posso pagar, e assim há uns anitos que não tenho serviço de net que me permita blogar com a frequência que eu gosto. E esta conversa toda para quê? Alguém me perguntou alguma coisa? Não, mas decidi que vou fazer por vir aqui mandar os meus bitaites do costume, com mais frequência, para os que porventura possam ter sentido saudades das minhas idiotices, e para os que não conhecem perceberem que afinal há sempre mais um(a) idiota com algo a dizer, ainda que muitas vezes acertadamente! Há, e como já devo ter referido, algures num post longínquo, não tenho intenção de usar o acordo ortográfico na minha escrita.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:46

A nova onda de assaltos em Portugal

por Dona das Chaves, em 11.06.14

Com a oferta de máscaras dos jogadores da selecção pela Galp, vai ser assim nas esquadras da Polícia e GNR:

 

Polícia para o idoso:_ O sr. diz então que foi assaltado???
O idoso:_Sim, sr. Polícia, fui assaltado, por três indíviduos!!!
Polícia:_ O sr. Conseguiu identificar esses indíviduos???
Idoso:_Sim, sr. Polícia,então não consegui, foram o Cristiano Ronaldo, o Pepe e o Raul Meio Reles...!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:07


O nome desta gaita, não interessa para nada. Interessa apenas aquilo que aqui for postando, dia a dia, ou à noite, tanto faz...Como só tenho um neurónio disponivel, é muito certo que saia asneira de vez em quando, ou quase sempre...

Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Junho 2015

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D