Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Ao contrário

por Dona das Chaves, em 31.07.07
Há dias em que o mundo parece andar ao contrário, e comigo isso é frequente. Hoje não foi excepção, o que começa bem, tem tendência em acabar mal. O hábitos das pessoas, enraízam-se, e tudo se torna previsivel, demais para ser franca. Com o passar das horas, começo a saber o que se vai passar a seguir, é como se já tivesse visto o guião, e fizesse parte da realização, mas fosse ao mesmo tempo actriz, limitando-me a seguir esse mesmo guião, sem nada poder alterar.
OBRIGADO, A QUEM OUVIU O MEU DESABAFO NO FINAL DO DIA.
Não sei se, alguma vez leu este blog, ou se algum dia vai ler, mas pelo menos aliviei um pouco esta pressão, que me faz desaparecer um bocado todos os dias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:25

a 1ª vez....

por Dona das Chaves, em 29.07.07
É incrível como desde 1998, época em que decorreu a Exposição Mundial em Lisboa e que o Oceanário foi inaugurado, eu nunca lá tinha posto os meus pés. E moro aqui tão próximo. Depois desse acontecimento, estive uma única vez num concerto no Pavilhão Atlântico, e duas ou três vezes no centro comercial Vasco da Gama, mas sempre á pressa, o que significa que não conheço o Parque das Nações, nem nada do que por lá existe. Na altura da Expo trabalhava para a Galpgeste, e recebi duas entradas para ir á Expo, mas como não gostava de andar sozinha tinha duas hipóteses para me fazerem companhia, a minha irmã, ou meu ex-namorado, só que os dois começaram por empurrar um para o outro, alegando que o outro poderia ficar magoado por não ir, e mora da história, desmarcaram-se os dois, e eu em vez de aproveitar as entradas e ir duas vezes curtir aquilo, nem lá fui, perdendo as entradas. Agora sei que foi burrice minha, se fosse hoje ia mesmo sozinha, duas vezes, e que se danasse quem cá ficasse.
O propósito deste post é porque hoje, mesmo com este calor todo, para fugir ás discussões que ultimamente se repetem, a toda a hora aqui no buraco onde vivo, fui visitar o Oceanário, com a minha irmã e a minha sobrinha. Claro está que gostei de tudo, mais das lontras é claro, mas é deveras bonito, embora faltem muitas espécies existentes nos Oceanos . É uma experiência interessante, afinal naquele aquário enorme, tem “uns bichos interessantes”, muitos tubarões e parentes, alguns peixes que desconheço e não tomei nota nas placas com essa indicação, por estar tão fascinada com tamanha grandeza. A grandeza, do aquário, não dos peixes, que esses até nem eram assim tão grandes, os tubarões até pareciam simpáticos, por não serem, daqueles tamanhos que vemos nos documentários. Só foi pena que mais uma vez, os sapatos que calcei me “morderam” os pés, e só me apetecia descalçar, e que só não o fiz, porque andava de máquina fotográfica em punho, e andar de sapatos na mão dificultaria a tarefa de registar o passeio. Quanto ás fotos, prometo que deixarei algumas neste blog, mas ainda não as descarreguei, portanto ficam para o próximo post.
Morando tão próximo, era estupidez ainda não ter feito esta visita….

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:46

Férias

por Dona das Chaves, em 29.07.07
Estou de férias, dass.... Está um calor de morte, o que para muito boa gente é uma boa, para mim é uma merda. Gosto imenso do Verão, mas, tenho muitas coisas para fazer em casa, e com este calor, praia é uma miragem, ir torrar, mesmo á sombra, não tem graça, e não é saudável. E as lindas praias que temos na Costa Azul, com a Arrábida a complementar o cenário, a desafiarem, mas não, decididamente, não, está calor demais para arriscar. O que apetece fazer com este calor? Huuummm, eu sei bem o que me apetece com este calor, mas não digo, até porque não me apetece fazer corar as pedras da calçada.....e porque pode haver gente menor a ler isto.... e porque ia ser género sauna, e eu estou já demasiado magra para "derreter mais um bocadito", lol.
Enfim estou de férias e não estou feliz, por isso.... aquela pessoa faz imensa falta... a calma que me transmitia, o sorriso permanente que me fazia ter, o toque, a voz suave, aiii..... eu devo ser burra....

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:15

Código de barras....

por Dona das Chaves, em 23.07.07
Pois é, quando se está num local de trabalho como o meu, tempo para pensar é coisa que não nos falta, afinal somos nós e a máquina, e "os vizinhos", estão lá, mas não podemos estar sempre a falar, ou corre-se o risco de não sair trabalho. Como tal, no tempo que estamos em laboração, o cérebro processa todo o tipo de informação, as coisas do trabalho, o dia a dia em casa e claro aquelas coisas parvas ou não, que o tempo deixa que nos aflorem ao pensamento. Hoje, a certa altura, como no processo de produção tenho de colocar uma etiqueta com um código de barras, verifiquei que por A+B, que, quase tudo neste mundo, traz um código de barras. Ora, a conclusão é que qualquer dia nós vamos, ter também um código de barras que nos identifica. O número do B.I. será transformado num código de barras, e passará a conter toda a informação relativa á pessoa. Sr(a) fulano(a) de tal, nascido a tantos do tantos, de 1900 e troca o passo, sapato número X, morador em tal sitio, teve papeira aos 9 anos, perdeu a virgindade aos 17 anos com um(a) namorado(a) feia(o) que nem um bode, patati, patata, e o que quer que seja que se lembrem de incluir, no dito código. Provavelmente será impresso na testa, e vão haver "sacanas"(scanners) por todo o lado para lerem os códigos de cada um, e até vai deixar de haver tanta burocracia neste país, afinal o código de barras tem lá tudo, e a sua leitura facilita a vida ao pessoal, pois, estará tudo informatizado.
Não sei se daqui a uns tempos, os putos não vão nascer já com um código de barras impresso na testa...
E é assim aquilo que nos passa pela cabeça, durante as 8 horas em que se tem que trabalhar, e em que tem que se dar vitaminas ao cérebro..... e olhem só o tipo de vitaminas, que dou ao meu.... avizinha-se uma avitaminose severa, com consequente internamento em hospital psiquiátrico, sem regresso marcado...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:14

Pensar demais...

por Dona das Chaves, em 22.07.07
Um dos meus grandes defeitos é pensar demasiado. Acho que é um defeito, pois, a maioria das vezes só me faz complicar as coisas. Se o assunto envolve, trabalho, tento que saia algo de bom, agora se entro na esfera do campo das relações pessoais, mais estreitas, ui, sai merda na certa. Nesse campo, sou um autêntico afundanço, a minha auto-estima, anda sempre por baixo, e quando começo a pensar nas coisas, nunca penso no lado positivo, vejo sempre tudo pelo lado menos bom da coisa, e faço disparate. Não me perdoo, por ter sido o ser mais estúpido, que podia ter sido naquele dia 1 de Junho, exactamente 24 horas depois de ter feito 33 anos. Se a idade não é documento, pelo menos, a esta altura, já deveria ter algum juízo, e pensar com uma pessoa adulta que sou, e não como se tivesse 16 anos, e ainda fosse uma jovem inconsequente. Mas, não, naquele dia e seguintes, durante pelo menos mais de uma semana, a minha cabeça, não atinava com nada de razoável, e se nesse dia fiz porcaria, uma semana depois, piorei a coisa. Eu deveria ter um interruptor, que me fizesse desligar, quando entro nessa espiral de me sentir um ser inferior, sem razão, e só voltar a ligar quando recuperasse a razão, mas não, quando bate, o único neurónio activo, "passa-se da marmita", faz curto circuito, e desata a enviar mensagens negativas. Depois de fazer merda, vem aquele arrependimento, que me faz sentir ainda pior, me faz sentir o ser mais estúpido, mais detestável á face do globo terrestre. E agora, que passou algum tempo, vejo muito melhor que fiz mesmo uma grande asneira, mas naquela altura, sentia-me um ser inferior, talvez sem razão, talvez com razão, nunca irei saber. Serviu, para me tornar, mais racional, coisa que sempre fui, mas agora, sem me fazer de vitima, usando a verdadeira razão, e vendo as coisas como devem ser vistas, com olhos de ver, usando ao mesmo tempo um pouco de coração, mas com moderação, para não cair no exagero... e não tornar a fazer asneira.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:06

Um dia....

por Dona das Chaves, em 19.07.07
"Aquele dia, não tinha corrido mal, era um dia normal de trabalho, igual a tantos outros.
Chegando ao local onde habitualmente os outros chamam de casa e ela chama de "muquifo", dá de caras com aquele ser, que sinceramente, preferia não ter de levar com ela naquele dia. É que estava de bem com a vida, e não lhe apetecia de todo aturar aqueles amuos constantes e más disposições á conta de nada. A matrona da casa é um ser gordo, anafado e sempre rabugento, e faz questão de espalhar a sua bílis por quem quer que seja que habite no mesmo espaço, portanto naquele dia a pobre moça já sabia que ia ouvir reclamação fosse lá do que fosse, mesmo não tendo culpa de nada. Ela não lhe dava resposta, deixava-a naquele matraquear sem parar, e prosseguia com a sua "pacata" vida, logo haveriam de chegar reforços. A cabeça da moça no entanto não conseguia desligar daquela ladainha, "treco, treco malatreco", e porque torna e porque deixa. Céus, pensa ela, como é que alguém consegue ser tão mal disposto o tempo todo?
De repente, ouve um som conhecido, um certo soar de motor e alivia-se um pouco, começam a chegar reforços. O patriarca chega e a matrona acalma-se com o seu matraquear, mas por pouco tempo, logo recomeça de novo. O patriarca é um homem já com alguma idade, e já conhece bem o ser com quem partilha a vida há largos anos, não lhe apara os golpes, pula a cerca de vez em quando com uma tipa que lhe chupa o dinheiro, em troca de alguns segundos de diversão. Em alguns momentos também ele tem as suas explosões maus fígados, e diz que qualquer dia se vai embora......."

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:41

Só mais um cheirinho...

por Dona das Chaves, em 18.07.07
"Depois da vizinha sair, Joana suspirou, Teresa tinha a sua cota de razão quando a avisava para o perigo de Joana se entusiasmar tão depressa com os rapazes, ainda mal tinha visto Ricardo duas vezes e já não conseguia deixar de sorrir ao pensar nele. E agora a vizinha que queria que ela o conhecesse, embora já tivesse pressuposto que isso fosse acontecer, não estava à espera que fosse assim tão depressa…
Joana não se conteve nem um minuto, correu para o telefone e ligou para Teresa, mas não obteve resposta, a amiga provavelmente estaria a tomar banho. Resolve então esperar para contar o que se acabara de passar, e dirige-se à cozinha para verificar se necessita ir comprar algo para levar para a praia, e preparar a merenda, tentando abstrair-se dos problemas e daquela visão de um “Deus Grego”. Na cozinha verifica que está com falta de fruta e legumes, bem como outros alimentos e faz uma pequena lista resolvendo ir ao minimercado da esquina para os ir buscar, grita por Spike para o levar consigo, pois este adora o Sr. António do minimercado, e o Sr. António também gosta muito do cão de Joana, por esta ser tão astuto e inteligente."

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:50

...

por Dona das Chaves, em 17.07.07

Há dias assim, que só nos apetece deixar algo como esta imagem

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:49

IVG

por Dona das Chaves, em 15.07.07
A propósito da nova lei do aborto que entra hoje em vigor, dei conta, que este pessoal, não entendeu muito bem a coisa. E porquê? Porque já há centenas de pedidos de consultas, para a realização de IVG. Não deveria, haver, o pessoal, não entendeu que a lei é apenas para casos digamos de "acidente"? A lei não é um convite aberto a fazerem sexo sem prevenção, caramba.
Façam sexo, sim, mas caramba, existem pílulas, preservativos, e uma imensidão de outras coisas, para evitar uma gravidez indesejada. Até parece que andou tudo no bem bom, sem se preocuparem, porque agora, que não é punível, vai-se ali ao hospital e é como ir á praia, e apanhar um escaldão, dura dois dias, e daqui a um mês estão prontas para outra... Ou isso, ou a percentagem de IVG, que se faziam antes, clandestinamente é aterradora... E isso também é preocupante. As pessoas, precisam pensar muito bem, quer em como fazer sexo seguro, quer em como evitar uma gravidez indesejada. Pela percentagem de pedidos de consulta prévia, percebe-se que as pessoas não tomam as devidas precauções, em termos de prevenção de gravidez indesejada, nem de doenças sexualmente transmissíveis. Eu não sou nenhuma moralista, apenas fico chocada com a forma como as pessoas vivem a sexualidade nos tempos que correm, com tantas doenças transmissíveis sexualmente, parece que ninguém se preocupa. Sexo pode ser bom e saudável, desde que vivido com as devidas precauções, tanto para se evitarem doenças, como para as pessoas com relações estáveis, evitarem um gravidez indesejada. A lei foi referendada, para as pessoas aprovarem ou não, eu votei sim, mas com consciência, sabendo que se fosse aprovada, seria para as pessoas apenas optarem, por uma IVG, em casos muito isolados. O que aprece que aconteceu, é que está tudo a pensar que a lei serve para todos os casos e mais alguns, e que já ninguém se preocupa, afinal, já não é proibido...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:08

O sol brilha...

por Dona das Chaves, em 12.07.07


Pois é está calor, e o sol brilha com muita intensidade...

Para mim, a intensidade do sol é menor, mas começa lentamente a ganhar algum brilho.

Começo a reencontrar-me pouco a pouco, afinal, não posso ser sempre gaiata, e levar a vida a fazer "caca", e a estampar-me de frente... é com os tombos que aprendemos a levantar, é certo, mas não podemos levar o tempo todo a cair... Há que erguer a cabeça e seguir em frente. Se estou desiludida, por um lado a culpa é minha, por outro, a desilusão é com o "objecto" do meu desejo..., pois não é afinal o que se fez pintar. Quem não ouve, não dá oportunidade de explicação...por muito magoado, que se esteja, é porque, afinal era só oportunismo, e isso, sim magoa...

Mas o sol está brilhante, e, é só deixar-me levar pelo seu brilho, deixar-me contagiar pelo calor e seguir o meu rumo que é sempre em frente...., com cuidado, para poder desviar-me das paredes que possam aparecer.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:55

Pág. 1/2



O nome desta gaita, não interessa para nada. Interessa apenas aquilo que aqui for postando, dia a dia, ou à noite, tanto faz...Como só tenho um neurónio disponivel, é muito certo que saia asneira de vez em quando, ou quase sempre...

Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Julho 2007

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D