Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Sinto-me...

por Dona das Chaves, em 30.11.09
Há por aí um buraco? O dia de ontem depois de almoço, podia ter corrido de forma diferente? Podia, mas eu não me sentiria assim...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:55

Vai lá, vai...

por Dona das Chaves, em 27.11.09

As pessoas que sofrem de mau-hálito crónico por falta de higiene dentária deviam ser deportadas para uma ilha deserta, por atentado à saúde, delas e dos outros que são obrigados a "snifar" tal empestante cheiro, arre. De vez em quando, levo com uns "bafos" que assustam até um porco na pocilga, irra. Depois, é ver a "cremalheira" amarela, que mais parecem os dentes, bagos de milho, daquele que dou às galinhas, já para não falar na visível falta de higiene. Não falo das pessoas que podem ter um ou outro problema de outra origem, porque essas tem uma causa, geralmente são cautelosas, e nota-se perfeitamente que a escova dentária não está no desemprego no copo lá de casa. Ainda no rol dos primeiros, há os que resolvem apenas mastigar pastilhas, como se lavassem assim os dentes e evitassem maus odores, isto é como varrer o lixo para debaixo do tapete, parece limpo, mas o lixo está lá... por isso, acho que deviam ser deportadas, e obrigadas a esfregar os dentes com aquelas escovas de arame que se usam na construção civil, e serralhararia, ou para esfregar as grelhas dos barbecues, até aprenderem a fazer a higiene dentária. Imagine-se, se não tem higiene dentária... o que irá no resto... ui... medo...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:12

Para (so)rir...

por Dona das Chaves, em 23.11.09
Dois jovens namorados fazem um passeio na montanha, durante o Inverno.
Á tarde, o rapaz vai à procura de lenha para fazer uma fogueira.
Quando volta diz à namorada:
- Querida, tenho as mãos geladas!!!
Responde a namorada:
- Põe-nas entre as minhas pernas. Elas aquecerão!
No dia seguinte, ele vai procurar mais lenha para a fogueira
e quando regressa, diz outra vez:
- Querida, tenho as mãos geladas!!!
Responde a namorada:
- Põe-nas entre as minhas pernas. Elas aquecerão!
Depois do jantar, ele volta a ir procurar mais lenha e
quando regressa, diz outra vez:
- Querida, tenho as mãos geladas!!!
Responde a namorada:
- Pelo amor de Deus, homem!! Será que nunca tens frio nas orelhas?!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:08

Agora entendo...

por Dona das Chaves, em 21.11.09

... porque os morcegos só andam de noite!
Perdi os meus óculos de sol, na praia da Figueirinha, agora pareço um morcego em pleno dia, a debater-se com a luz. Só me falta esbarrar contra os postes... já para não falar que ando a trocar números com uma facilidade assombrosa, mas isso claro, não tem que ver com os óculos de sol, é mais com estar a ficar pitosga, raio dos computadores que nos dão cabo dos "faróis"... até a lua vejo meio-duplicada, lá terei de ir consultar um oftalmologista, para meter na cara todos aqueles aparelhos modernos, e fazer-me dizer letras e números como se estivesse num teste da primária. Enfim, espera-me um par de "lunetes"... sobre os meus Blue-eyes, :-(

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:36

Podia...

por Dona das Chaves, em 19.11.09
... a selecção portuguesa classificar-se logo de início para as provas que joga, sem ser a sofrer até à última? Podia... mas não era a mesma coisa!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:47

Pré-depressionária...

por Dona das Chaves, em 19.11.09
Como já começa a ser hábito, estou a entrar naquela fase negra, em que só me apetece enfiar num buraco ou numa caverna, fechar bem fechado e só voltar a sair em Janeiro. Odeio mesmo esta época, porque não há sol, porque as pessoas se começam a parecer com selvagens, ficam parvas e depois é o que se vê por aí. Gente a mais em todo o lado, atropelando-se, esgatanhando-se, é nos centros comerciais, é nas ruas, é no trânsito, enfim, em todo o lado. Parece que nesta altura toda a gente resolve sair para a rua ao mesmo tempo, ser estúpido até não poder mais, acelerar como se o mundo fosse acabar, ou empatar como se o mundo fosse só deles. Toda a gente se queixa, não há dinheiro, é a crise, mas depois todos os locais estão cheios de gente a atropelar-se, para gastar dinheiro antes que as coisas se acabem. E quem como eu, só quer fazer as compras normais do costume, acaba muitas vezes por desistir, por não se poder entrar em lado nenhum com tanta confusão, tanto mau feitio e má cara. Não que eu seja espaçosa e queira que o mundo gire á minha volta, longe de mim, mas esta época deprime-me, por detrás de tanta boa vontade, tanta boa acção, as pessoas transfiguram-se e parecem selvagens. Nesta época, passo necessidades, porque simplesmente não saio de casa para me enfiar em locais apinhados, de prateleiras semi-vazias, onde por vezes até um simples pack de iogurtes está esgotado, porque anda tudo a repor as cenas do Natal, e afins.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:06

Coração de Novembro...

por Dona das Chaves, em 11.11.09

Ela não tem mais aquele brilho nos olhos, aquele sorriso largo que abraça o mundo. Vive, dentro de si própria, consigo mesma, na sua tristeza. Faz de tudo para ninguém perceber, mas os seus olhos, esses não mentem, nem mesmo nas fotografias. Por muito que sorria, o brilho azul mar dos seus olhos, é agora pálido, e triste. Ela junta todos os cacos como se de peças de um puzzle se tratassem. Compõe o puzzle daquele tempo, peça a peça, a tentar perceber onde é que falta uma peça. Dá voltas e voltas, encaixa, desencaixa, volta a encaixar, nada nem uma falha, nem uma peça a menos. Assim não podia adivinhar, jamais podia adivinhar. Olha para o calendário, 12 de Novembro, faz um ano que lhe colocou nas mãos um coração, uma caixa de bombons em forma de coração, com duas mensagens explicitas, uma de parabéns pelo aniversário, outra... que aquele era o seu próprio coração, que lhe colocava nas mãos. Durante os meses seguintes, o seu sorriso abraçava o mundo, os seus olhos tinham aquele brilho que tem os que amam e se sentem amados. Durante os meses seguintes, viveu para o dia do regresso do seu amor. Ele regressou e no primeiro minuto, já tarde da noite disse-lhe que estava em terra, que no dia seguinte, o dia era deles, e assim foi. Ele falou-lhe como se fosse um homem de princípios, que nunca iria tomar uma atitude de sacana. Foi de fim de semana, regressou diferente, e sem sequer a avisar, sem lhe dizer nada, declara publicamente o seu amor a outra. Ela desmoronou, o sorriso apagou, já não abraça sequer o espaço do seu quarto, quanto mais o mundo, o seu olhar já não brilha, nem mesmo junto ao mar, os óculos escuros são a sua capa, são a cara das suas fotos pessoais.
Ela não tem mais aquele brilho nos olhos...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:39

era...

por Dona das Chaves, em 04.11.09
...era para vir escrever sobre o golfinho que apareceu morto no rio Sado, e sobre a Reserva Natural do Estuário do Sado, mas o Kanguru não está a atinar, tive um dia bera... enfim vou fazer ó-ó, antes que eu destine com o kanguru e depois ele também apareça a boiar em alguma valeta depois das chuvas... grrrrrrrrrr.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:51

Horário trocado...

por Dona das Chaves, em 03.11.09

Não gosto deste novo horário de Inverno, para além de já não haver muitas horas de sol, escurece muito cedo, e o tempo depois de sair do trabalho não dá para um c---ão... deixei o ginásio, e provavelmente só voltarei na Primavera, quando os dias forem maiores e o jantar começar a ser servido mais tarde... é que agora a minha gente janta cedo, e se eu fosse ao ginásio teria de jantar sozinha, além de que por vezes ainda teria de fazer eu jantar, porque quando são grelhados eu gosto de tudo acabado de cozinhar. Se vivesse sozinha, não teria problema nenhum com horários, afinal teria a casa por minha conta e podia cozinhar a qualquer hora, sem me preocupar se me teriam guardado jantar, ou se teria de o fazer numa cozinha ocupada em estado de sítio. Depois como anoitece muito cedo, depois de anoitecer já não me apetece fazer nada, só mandriar, e aqui não tenho grandes oportunidades de o fazer, porque alguém me chateia para ir á farmácia, ou ir buscar isto ou aquilo, não sei onde, e mesmo eu não posso encostar à boxe, pegar num livro que seja para ler, que se me apanham, sou logo convocada para ir fazer isto, aquilo, ou mais aquilo, já que estou sem fazer nada... para a minha gente ler um livro á não fazer nada... como se não bastasse com este tempo perco a noção de tempo, troco os dias do calendário, e quando achei que faltavam duas semanas para as férias, faltavam três... por isso, esta semana ainda tenho de ir bulir, e ao que parece, está a ser uma semana famosa... tudo por causa de um modelo novo de pópó, que está para sair, mas que para já não pode sair, até que a marca dê luz verde, mas que já saíram uns para apresentação, e só para onde eles querem, entre outras confusões de carros que deveriam estar bloqueados e não estão, e que de repente estão para carga, mas não podem ir porque não estão "prontos das avarias"... céus... eu e o LMG, devemos merecer o céu... só pode...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:09

Um dia atípco...

por Dona das Chaves, em 02.11.09
Ontem tinha tanto para escrever, mas depois de uns progamas televisvos que vi, fiquei completamente aturdida do neurónio. Pensei que hoje teria um dia bom, e que escreveria qualquer coisa mais que queixar-me, mas como não podia deixar de ser, o dia hoje foi de m----. Quando se começam a fazer as coisas pelo fim só pode dar caca... levei um dia inteiro com o LMG de volta de umas merdas que quando feitas de acordo com o manual das boas práticas logísticas, levariam no máximo, de todos os "superlativus máximus", uma hora... Caneco, tanto trabalho para fazer e ficou tudo engaiolado, tudo enrolado para depois... já para não falar que o tempo parecia não andar, o ar no escritório parecia de outros tempos, parecia que nos movíamos a pilhas, em vez de energia humana. Bem, o dia de hoje já passou, o de amanhã logo se verá, mas estes dias tão curtos, deixam-me com a neura.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:26


O nome desta gaita, não interessa para nada. Interessa apenas aquilo que aqui for postando, dia a dia, ou à noite, tanto faz...Como só tenho um neurónio disponivel, é muito certo que saia asneira de vez em quando, ou quase sempre...

Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Novembro 2009

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D