Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Desculpa cão...

por Dona das Chaves, em 30.04.10

Hoje aconteceu-me uma daquelas cenas que não lembram a ninguém! Ao sair do trabalho, vejo um cão grande, num caminho ao lado da estrada que me traz a casa com um bicho na boca. Fui logo atrás do dito, ver do que se tratava. Não sabia se era um gato, um cabrito, eu só via as patas do bicho penduradas. Abro o vidro do carro e começo a chamar "_ Cãozinho, cãozinho..." O cão com o raio do bicho na boca, olha para mim. E... olha... o jantar! Uma lebre pendurada na boca de um cão! Tinha de roubar o jantar ao cão, fosse de que maneira fosse! Passei o carro para a frente do cão, e o danado mete-se pelos terrenos adentro... Páro o carro, saio e volto a chamar "_Cãozinho... cãozinho... cãozinho...??" seguindo-o. O cão pára e larga a lebre no chão, voltando-se para mim. Eu páro de frente com ele, e tento perceber se me quer morder, ou se quer festas... Quer festas, e eu faço umas cócegas na cabeça do cão e continuo a chamar cãozinho... Tento chegar-me para o lado da lebre e ver se ele me tenta morder, mas o cão, como cão que é, deixa que eu me aproxime da lebre e continue a fazer-lhe festas. Não tenho mais nem boas, deito a mão á lebre, e vejo o dono do cão lá ao longe, um velho que tem um terreno lá perto do meu trabalho. Meto-me no carro com a lebre a aí venho eu... Agradeço ao cão, mas não fico á espera que me morda. Em casa perguntam-me onde é que fui buscar a lebre... e eu "_ Roubei a um cão!" Tratei da dita lebre, e será o jantar amanhã!

Obrigado Cão, pelo meu jantar amanhã.

Agora sinto-me uma má gaja, porque roubei o jantar a um cão que confiou em mim! Tenho pena do cão, mas quem mandou ser tótó? É por causa de cães como este que eu gosto mais de gatos, um gato nunca me entregaria a caça, e eu não ia comer lebre ao jantar. Fui má em roubar a caça ao cão, mas é instintivo, e não adianta arrepender-me, voltaria a fazer de novo. Era incapaz de atropelar uma lebre na estrada se ela lá estivesse, mas esta já estava morta, e era muito jantar para um só cão. Além disso ele vive por ali, haverá de caçar mais.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:46

Incidências...

por Dona das Chaves, em 27.04.10

Ontem no Telejornal da RTP deu uma notícia sobre as mulheres que retiram os seios por medo de contraírem cancro da mama. Algumas já o tinham numa mama, e resolvem retirar a outra para não terem uma segunda vez. Serei eu que sou parva, ou serão elas? Eu irei fazer tudo o que puder para que me retirem apenas os "caroços" e o menos tecido mamário possível, para conservar o mais que puder do pouco que a natureza me deu, elas mandam tudo aos peixes... não entendo... Sei que é doloroso passar por isto, e eu nem sou nenhum caso grave (até ver...), mas daí a mandar o que está bom fora... então o que faço eu que tenho as duas "tetas contaminadas" e antecedentes familiares? Se calhar é melhor pedir logo ao médico que me retire também os intestinos... por via das dúvidas... Será que devo conservar os pulmões? Nuca se sabe, apesar de neste caso não haverem antecedentes familiares... Vivo num local perfeito para estudos estatíscos em torno da incidência do cancro da mama. Aqui numa área muito restrita morreram 5/6 vizinhas com tumor mamário num espaço de poucos anos, e todas ( a morar) próximas umas das outras. Já para não falar das que foram com outras incidências, o cancro da mama tem muita incidência aqui nesta área ( local com poucos habitantes, isto é campo...). A juntar a isto tenho os antecedentes familiares de tumores mamários e intestinos, e não vou ficar á espera que as coisas avancem para o pior. Por causa do não é nada, volte daqui a 6 meses, a minha prima viu a vida andar para trás em poucos minutos. Antes dos 6 meses teve de ser mastectomizada. Foi do tipo fazer consulta de rotina, fazer biopsia, e já não saiu do hospital... Felizmente já fez a reconstrução mamária, após alguma quimio, perder o cabelo, essas coisas. De referir, que a minha prima vive na Suíça, e eu vivo neste fim de mundo, médico de família não tenho e para ter consulta tenho de bater numa dúzia de pessoas, gritar até me ouvirem em Palmela e mesmo assim tenho de recorrer às cunhas para conseguir consulta no hospital. Portanto ou ando depressa ou os 6 meses viram 6 anos e até lá, já eu morri quem sabe de um AVC que entretanto me dá por tanto stress à conta desta treta. Tenho uma tia na consulta de oncologia (tumor mamário também) a quem eu vou recorrer para uma cunha no HSB Setúbal, ou uma vizinha ( com leucemia) para o IPO em Lisboa. Uma coisa é certa, eu não vou ficar à espera de coisa nenhuma, até porque esta treta me dói num lado e no outro é silêncioso. Quero isto fora do meu corpo, eu não nasci para ser uma tábua, e as mamas fazem parte de mim, os caroços, esses nem pensar.

E mulheres por favor façam o auto-exame mensal, pela vossa vida! (homens também podem fazer rastreio de vez em quando, isto não é só coisa de mulheres)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:32

Zzzzzzzzz (zeeeeennnn)

por Dona das Chaves, em 24.04.10
O primeiro impacto é sempre o pior, depois acalmamos e tentamos definir os caminhos a seguir. Já defini o meu, e não vou desistir dele. Há que ir já para a consulta de oncologia, e fazer todos os exames necessários à extracção do danado. Depois há uma parte psicológica a trabalhar também desde já. Um coisa é certa, não há tempo a perder, não há tempo para aguardar e ver o que dá. A vida é demasiado preciosa para se perder em esperas que podem redundar em algo que não é agradável. Já não é a primeira vez que me confronto com um diagnóstico muito mau. Em tempos já tive médicos a duvidarem se eu não teria uma leucemia, devido a um gânglio do tamanho de um ovo de pomba, com um aspecto negro/lilás, horrível, numa virilha, e que me deixou coxa e de muletas (que eu não usava, com a mania que podia andar...). Tenho projectos importantes nesta vida, que não vou abandonar, e não vai ser um mísero caroço atarraxado numa mama que me deita abaixo. A minha prima foi mastectomizada, e já fez a reconstrução mamária, e tem 50 e qualquer coisa anos, portanto eu ainda estou a meio caminho, e vou superar esta fase menos cor-de-rosa da minha, tentando não perder sequer a paciência.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:10

Não sei se ria se chore...

por Dona das Chaves, em 23.04.10
Hoje foi dia de mudança para roupa nova no blog! Já estava cansada de tanto cor de rosa tão choque! E em choque fiquei eu depois de mais uma eco-mamária! Nem quero imaginar se eu fosse uma porca... um caroço por cada teta... A minha vida está cada dia a ficar mais curta, e há quem ainda se vá rir da minha pouca sorte, mas estou-me a cagar para isso, haveremos de nos encontrar depois lá no sítio quentinho com o tal do mafas chifrudo para ajustar contas. Riam-se agora que eu rio depois, quando lá chegarem. Merda para a vida, e para os antecedentes familiares e para as primas sem mamas, e merda para a minha vida, só tenho 35 anos caralho, não quero morrer, pelo menos pelas tetas... a morrer que morra por algo de jeito, tipo depois de um orgasmo multiplo de 190 segundos. Enfim, não me está a apetecer muito ter de andar a correr para hospitais, a fazer quimioterapia, a ficar sem os meus longos caracóis. Se calhar eu mereço. Vamos ver o que dão os próximos exames, e qual o meu prazo de validade. Como se não bastasse esta merdas doem e incomodam.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:11

Gosto de...

por Dona das Chaves, em 21.04.10
Gosto de :



e de:


(imagem minha 17/04/10, est n 379 Pinhal Novo- Montijo)

e de:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:40

Questão dúbia...

por Dona das Chaves, em 19.04.10

Não sei se vá, se fique...

não sei se fique, se vá...

se vou lá não fico aqui,

se fico aqui não vou lá...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:21

Youpiiii, o fisco vai devolver-me guito!

por Dona das Chaves, em 12.04.10

Ena pá o fisco vai devolver-me 27€ mais 56 c de juros... Agora surge uma questão... o que fazer com tanto dinheiro? Uma viagem? Compro uma ilha só para mim? Compro um veleiro, para ir dar umas curvas? Compro uma villa em Itália? Ponho a render numa conta of-shore? Não sei o que fazer com tamanha fortuna, é que nunca me pagaram tanto dinheiro nesta vida. Se calhar vou começar por colocar algum dinheiro em notas numa piscina e depois tomo um banho da fortuna. (dasse...)
O resultado de um ano de trabalho são 27€ devolvidos pelo fisco :( o que só demonstra duas coisas... uma é que eu ganho pouco e as despesas apresentadas permitem que me devolvam o que descontei para o IRS, a outra é que ganho tão pouco que nem atinjo o escalão mínimo dos descontos para o IRS... Assim vivemos em Portugal... e depois ainda se fala em independência, em emancipação dos jovens... só se for dos jovens de 80 anos...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:23

Palavras presas...

por Dona das Chaves, em 08.04.10

Este blog já não é o que foi! Falta de inspiração? Talvez sim, talvez não. Cansaço? Sim, por vezes. Fim de um ciclo, quem sabe. Não quero abandonar o blog, mas há razões que me levam a conter as palavras, e a guardá-las dentro de mim, em tumulto consigo mesmas na ânsia de se verem libertas das grilhetas da minha alma. Nem tudo pode ser dito, mas nem tudo deve ficar retido, e neste momento não consigo separar ambas as partes, é como se se tratasse de um casamento entre almas gémeas, uma parte não vive sem a outra. A parte que quer sair não pode sair sem que a parte a reter se liberte do seu peso dentro da minha alma. Uma parte inviabiliza a outra, como se a anulasse simplesmente porque ao estar presa, não deixa que a liberdade tome conta da outra metade. Tenho tanto para dizer, e tão pouco me é dado a libertar. Quem sabe o sol ajude a fazer florescer novas palavras, e algumas se libertem por si próprias, abrindo o caminho para que outras se sigam .

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:13


O nome desta gaita, não interessa para nada. Interessa apenas aquilo que aqui for postando, dia a dia, ou à noite, tanto faz...Como só tenho um neurónio disponivel, é muito certo que saia asneira de vez em quando, ou quase sempre...

Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Abril 2010

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D