Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

blue eyes

O nome desta gaita, não interessa para nada. Interessa aquilo que aqui for postando dia a dia, ou à noite...Como só tenho um neurónio disponível, é muito certo que saia asneira de vez em quando, ou quase sempre...

blue eyes

O nome desta gaita, não interessa para nada. Interessa aquilo que aqui for postando dia a dia, ou à noite...Como só tenho um neurónio disponível, é muito certo que saia asneira de vez em quando, ou quase sempre...

17.Mai.12

Dia da Espiga

Dona das Chaves

 

 

 

Esta é a minha espiga deste ano! Desde que me conheço por gente que costumo ir apanhar a espiga neste dia, quinta feira de Ascensão, que é suposto ocorrer 40 dias depois da Páscoa. Na prática é pouco provável que aconteça nesses 40 dias certos, porque tem que calhar sempre a uma quinta feira. Manda a tradição, que se coloque no ramo da espiga, um pedaço de pão desse dia, e que segundo a mesma tradição esse pedaço de pão não irá ganhar bolor. O pedaço de pão ficou na parte de baixo e não se vê na foto, mas está lá. E desde sempre, nunca um pedaço de pão nas minhas espigas ganhou bolor. De um ano, até ao outro, mantém-se rijo, mas branco natural.

Não ligo propriamente ao significado religioso deste dia, mas gosto de ir apanhar as flores e ervas que por esta altura estão no campo. Quando andava na escola, este dia era dedicado a ir apanhar a espiga. Era também um dia em que normalmente estreava um vestido novo para a época de Verão que se avizinha. Normalmente íamos a pé, até ao campo de futebol cá da terra, enquanto pelo caminho apanhávamos a nossa espiga. Depois fazíamos aí um piquenique, após o qual regressávamos para fazer trabalhos sobre o dia, e sobre os nossos ramos de espiga.

 

 

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.