Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

blue eyes

O nome desta gaita, não interessa para nada. Interessa aquilo que aqui for postando dia a dia, ou à noite...Como só tenho um neurónio disponível, é muito certo que saia asneira de vez em quando, ou quase sempre...

blue eyes

O nome desta gaita, não interessa para nada. Interessa aquilo que aqui for postando dia a dia, ou à noite...Como só tenho um neurónio disponível, é muito certo que saia asneira de vez em quando, ou quase sempre...

27.Jul.08

Mudanças

Dona das Chaves

Este fim de semana foi tempo de alterações! Não na vida, mas cá por casa. Começaram por ser limpezas que depressa se transformaram em pinturas... Isto de ser gaja, tem que se lhe diga... Como as limpezas estavam a ser cansativas e perecia que ia tudo ficar na mesma, trata-se do assunto com tinta, lol. Pois, vai de ir à tinta, escolher outra cor, porque afinal, o que estava a cansar era a cor das paredes. Limpar dá muito trabalho, então pintar... Só mesmo as gajas para terem estas ideias tristes. Como gajos cá em casa não há, muito menos com dotes para tal tarefa ( nunca vi o meu pai pintar uma parede que fosse) lá teve de ser, mãos à obra, que as paredes estavam a clamar por mudanças. A "mini-terrorista" de serviço, tratou logo de começar a reclamar, mal viu o balde da tinta, que a casa ia ficar um horror, e tal, que nunca tinha visto ninguém pintar paredes de castanho, que a mãe e a tia deviam ser doidas, enfim, reclamou e tratou de contar aos vizinhos. Hoje de manhã, começou-se a pintar as paredes ( o tecto havia sido pintado ontem à tarde), e a "mini-terrorista" a servir de fiscal de obras, não vai de modas e começa por elogiar a cor das paredes, que afinal não era castanho como ela pensava... castanho era o balde onde vinha a tinta... Ia e vinha, e o tempo todo a dar pressa às pintoras de serviço, para acabarem depressa porque ela queria ver o resultado final ( nós nem por isso, afinal estávamos a ter tanto trabalho só porque não tínhamos mais nada para fazer). Enfim, depois da manhã inteira e quase toda a tarde, lá demos com o serviço por terminado, paredes pintadas, móveis no lugar, e a sala ficou outra, com as paredes desta vez de amarelo. Agora com esta nova cor, até os móveis ( dos quais eu não gosto) ficam melhor integrados, e os sofás até parece que brilham. Acontece que os sofás foram comprados (há 4 anos) numa cor fizesse contraste com um conjunto de cortinados que a minha mãe comprou, no tempo em que foram feitas as obras de casa ( há 1o anos portanto) onde se pintaram as paredes de branco e assim foram sendo pintadas até ontem. Ontem ao escolher a tinta, também foi de acordo com o raio dos cortinados. Então porque raio é que o desmazelo aqui é tão grande que ainda ninguém teve coragem de pegar na porcaria do conjunto dos tecidos e fazer o raio das bainhas e dos pendentes para pendurar os ditos na janela? Teria justificação, se não houvesse máquina de costurar cá em casa, e se ninguém a soubesse utilizar, mas não, ela existe, e todas a sabem utilizar. No entanto deu uma trabalheira, mas ficou muito bonita. Só que da próxima, contrata-se um pintor....