Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

blue eyes

O nome desta gaita, não interessa para nada. Interessa aquilo que aqui for postando dia a dia, ou à noite...Como só tenho um neurónio disponível, é muito certo que saia asneira de vez em quando, ou quase sempre...

blue eyes

O nome desta gaita, não interessa para nada. Interessa aquilo que aqui for postando dia a dia, ou à noite...Como só tenho um neurónio disponível, é muito certo que saia asneira de vez em quando, ou quase sempre...

04.Out.09

Dia do animal

Dona das Chaves

Hoje foi dia de S. Francisco, protector dos animais, e como tal foi dia mundial do animal. Este ano, excepcionalmente, os meus não receberam um agradinho em forma de presente, mas têm um lar, comida boa, amor, e muiiiitooos mimos. Houve campanhas de adopção por todo o país, mas foi uma gota de água no deserto. Tanto que continua por fazer e vai continuar. Estive a ver umas revistas de animais que a minha irmã trouxe para casa esta semana. São revista já muito antigas, e ao folheá-las, percebi que está tudo na mesma, no que toca a legislação sobre os direitos dos animais, sobre punição a quem abandona, e os problemas continuam os mesmos, muitos animais abandonados, e muitas instituições aflitas para se conseguirem manter e cuidar de tanto animal que precisa de um lar. O que se pode exigir do Governo, se nem dos direitos dos cidadãos cuidam decentemente? Andamos a votar, legislatura atrás de legislatura, mudam os Governos ou não, mas no que toca a direitos dos animais, nunca ninguém mexe uma palha, está tudo igual à sessenta anos. Se pelo menos todos os animais ( com ou sem pedigree) tivessem de ser chipados e os donos devidamente identificados, e existisse uma lei que punisse severamente o abandono e os maus tratos, se calhar esta situação invertia-se muito. Se conseguiram obrigar a chipar e controlar a reprodução dos cães das chamadas raças perigosas, que tal alargar a lei a todos os outros animais, por forma a evitar situações de abandono? Já está meio caminho percorrido com a lei existente, é só alargar aos restantes animais, e um pouco mais de esforço punir verdadeiramente quem abandona. Sei que seria necessário que a base de dados dos chips funcionasse a nível nacional, nas clínicas veterinárias e postos de polícia e gnr. Mas seria tão fácil, e evitava tanto sofrimento. E pensar que hoje abriu a época de caça aos animais de pêlo como coelhos, e aos javalis...

Mas se as pessoas até abandonam os filhos e não são punidas por isso...

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.