Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

blue eyes

O nome desta gaita, não interessa para nada. Interessa aquilo que aqui for postando dia a dia, ou à noite...Como só tenho um neurónio disponível, é muito certo que saia asneira de vez em quando, ou quase sempre...

blue eyes

O nome desta gaita, não interessa para nada. Interessa aquilo que aqui for postando dia a dia, ou à noite...Como só tenho um neurónio disponível, é muito certo que saia asneira de vez em quando, ou quase sempre...

08.Mar.08

Já lá vou aos prémios....

Dona das Chaves
... agora ainda estou nos desafios...

Este foi deixado pela amiga Sopro, e intitula-se O objectivo do meu blog, temos de dizer qual o motivo que nos levou a criar um blog. Tem regras como não podia deixar de ser ( caneco, odeio regras, e são sempre para quebrar, não?)
São elas:
- as que regem todos os outros desafios, seguindo a regra de bem viver na blogoesfera
- responder à pergunta e passá-lo a outros bloguistas num nº entre 7 e 9
- dizendo porque os seguem
- enviar selo do desafio
- matar a curiosidade e dizerem o que procuram no blog que vos lançou o desafio.
- obrigatório usar cinto de segurança ou capacete

O objectivo do meu blog
Um dia navegando por aí ( na net) acabei não sei como na página inicial do blogger. O único blog que conhecia era a Lancheira. Como sempre achei que um dia teria uma página na internet, tratei de seguir os passos. De incio não sabia muito bem que fazer com isto, queria escrever, mas não saía grande coisa. Iniciei o blog numa fase conturbada da minha vida, e acho que só queria que um navegante cá chegasse... O tempo foi passando, uns dias escrevia algumas coisas com sentido, outros nem por isso. Fui-lhe tomando o gosto, não à escrita, mas ao blog, porque a escrita é um gosto tão antigo como eu, acabei por viciar. Não tenho um objectivo, é um espaço, onde dia a dia vou deixando fluir palavras, ideias, ilusões, sonhos, até a cabra que habita em mim tem o seu tempo de antena de vez em quando. É uma extensão de mim mesma na ponta dos dedos.

O sopro da voz, é leitura diária. Cheguei lá pelo blog do Gato Pardo, e gostei tanto que me tornei uma melga sempre a comentar, a mandar bitaites, e enfim ela até deve gostar de melgas...
Gosto da escrita, do sentimento que emprega em cada palavra, em cada frase, muitas vezes identifico-me com alguns posts. Depois há os dias em que a minha cabra a visita, e enfim a coisa torna-se assim meio trágico/cómica. Enfim, já não consigo deixar de saber como está, ou como as coisas andam por lá, é como se fosse a minha vizinha, lol.

A quem passo o desfio:

Á mulher de trinta (xii, outro, ela vai-me matar). Gosto de ler as aventura de uma mulher a chegar aos trinta, as suas esperanças e receios. Faz-me recordar quando tinha a idade dela.

Ao Jorge, porque comecei por visitar o espaço dele por curiosidade, mas comecei a ir lá jantar frequentemente, e ele até cozinha uns posts muito interessantes.

Á Smootha, já nos conhecemos há algum tempo, e gosto de ler o que escreve sempre com o seu lado irreverente e crítico, ou também os seus " namoricos" com a lua que lhe dão por vezes uns dias acelerados outros menos alegres.

Á Pessoinha, porque vou lá rabiscar muitas vezes. Porque tem uma escrita que gosto de ler, tem um lado humano muito grande, e também tem um lado critico deste mundo parecido com o meu.

Só passo a quatro, porque não visito muitos e os outros ou foiram os que me desafiram, ou estão desafiados noutros blogs, portanto irão responder na mesma. Quem por cá passar também se pode sentir desafiado. Mãos à obra.

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.