Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

blue eyes

O nome desta gaita, não interessa para nada. Interessa aquilo que aqui for postando dia a dia, ou à noite...Como só tenho um neurónio disponível, é muito certo que saia asneira de vez em quando, ou quase sempre...

blue eyes

O nome desta gaita, não interessa para nada. Interessa aquilo que aqui for postando dia a dia, ou à noite...Como só tenho um neurónio disponível, é muito certo que saia asneira de vez em quando, ou quase sempre...

23.Out.07

O seguro morreu de velho....

Dona das Chaves
Hoje foi um daqueles dias... Más noticias daquelas que nos fazem ter vontade de bater, a até quem sabe esganar certas pessoas, que por obra e graça do chamado destino, tivemos a infelicidade de privar com as mesmas. Então um ex-namorado é uma daquelas coisas que até dá náuseas só de pensar nele, quanto mais ter problemas causados por um gajo que só nos maltratou, extorquiu, e enfim deixou á beira de um ataque de nervos, ainda por cima passados 11 anos. Quando é que acaba este pesadelo? Enquanto durou a merda do namoro, só me deu chatices, uma das quais foi levar o meu carro que eu tinha comprado duas semanas antes, era usado, mas era um carro, e emprestou-o a um amigo. A coisa tornou-se tanto mais grave, quando o fulano o estampou, enviando-o para a sucata. E grave, não foi pelo fulano, que deveria ter ido junto com o carro, mas porque nunca me pagou, e eu tive sérios problemas por causa de toda a situação gerada. Agora 11 anos depois ainda me aparecem do tribunal por causa do seguro do carro... dasse... eu nunca paguei, nem poderia pagar uma coisa da qual nunca usufrui. E agora digam lá isso aos srs da seguradora. Para cumulo contactei o agente na altura para anular o seguro, pedi que o fizesse, ao que respondeu que sim, mas que quando recebesse o papel para pagar ignorasse, porque naquela altura o aviso de pagamento já deveria ter sido emitido. Tudo ok, uns amigos também tinham deixado um seguro por pagar, receberam umas cartas que iria tudo para tribunal, blá, blá,blá, e nunca tinha acontecido nada, descansei. Não é que de há tempos para cá tenho este imbróglio para resolver, querem que eu pague um serviço que nunca me prestaram. Nunca vi carta verde do dito, nem podia se não paguei, logo, o seguro deveria ter sido anulado na altura pela seguradora, mas não, deixaram passar o tempo, espetam-me um processo em tribunal e ainda mandam aqui ao moquifo do meu pai, os funcionários do tribunal para penhorarem as coisa cá do moquifo, das quais apenas tenho a cama, porque por causa do carro e das chatices que deu, tenho comprado tudo com factura em nome da minha irmã. Agora ainda tenho de ir eu provar com facturas que as coisas existentes são do meu pai e da minha irmã, para evitar a GNR á porta, e não pagar e contestar a merda da acção. Prevejo que ainda vou ter de procurar o sucateiro, nem sei onde, porque o gajo mudou -se, a DGV também, para provar que a porcaria do carro foi para o lixo, mais sabe-se lá quem, e a série de problemas que isto ainda vai dar. Só me apetece matar os três: o ex, o amigo e o agente da seguradora que já se reformou, e está-se a marimbar.
A burra fui eu, que era dominada por um gajo que não vale sequer o ar que respira, quanto mais a água que bebe, e é um pé rapado que não tem onde cair morto, e nem posso sequer ir ter com ele, nem quero, porque se o apanho esgano-o de certeza, por tudo o que passei, e por mais esta pérola graças á merda do carro que ele ajudou a estampar. Nunca mais isto acaba, a raiva que lhe tenho já é proporcional aos anos que conheci a "aventesma", 14 anos, já é destilar muita raiva...

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.