Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

blue eyes

O nome desta gaita, não interessa para nada. Interessa aquilo que aqui for postando dia a dia, ou à noite...Como só tenho um neurónio disponível, é muito certo que saia asneira de vez em quando, ou quase sempre...

blue eyes

O nome desta gaita, não interessa para nada. Interessa aquilo que aqui for postando dia a dia, ou à noite...Como só tenho um neurónio disponível, é muito certo que saia asneira de vez em quando, ou quase sempre...

11.Mar.08

Ponteiros

Dona das Chaves

Hoje o dia não foi grande m----. Ando desmotivada, sem vontade de fazer o que quer, que seja. Amanhã vou ter um dia preenchido, porque o que era para ser feito hoje, está em atraso. Odeio quando me impedem de realizar as tarefas que planeei, e me absorvem o meu precioso tempo com se do tempo dos outros se tratasse. Será dificil de entender que o meu tempo, sou eu que regulo? Sou eu que sou dona do meu relógio, sou eu que divido as horas nele a meu gosto, que lhe regulo a velocidade a que devem mover-se os ponteiros? Normalmente eu já tenho necessidade de dias com 36 horas, quanto mais quando me monopolizam as minhas 24 horas... Preciso de saber de mim, porque me perdi no tempo dos outros. Sou consumida por dentro, as minhas entranhas contorcem-se, varridas num furacão que me faz sentir um vazio tão imenso quanto um deserto. De repente sinto-me oca, tudo me foi arrancado, perdi o norte, perdi a noção dos dias e das noites, tudo se baralhou no tempo dos outros. Quero o meu tempo de novo, fazer pares com os números, dar corda aos ponteiros, e fazê-los mover na dança que eu coreografar. A dança do tempo, que só eu sei, o tempo que vai demorar.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.