Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

blue eyes

O nome desta gaita, não interessa para nada. Interessa aquilo que aqui for postando dia a dia, ou à noite...Como só tenho um neurónio disponível, é muito certo que saia asneira de vez em quando, ou quase sempre...

blue eyes

O nome desta gaita, não interessa para nada. Interessa aquilo que aqui for postando dia a dia, ou à noite...Como só tenho um neurónio disponível, é muito certo que saia asneira de vez em quando, ou quase sempre...

12.Abr.08

Por detrás das visitas...

Dona das Chaves
Eu não gosto de alguns mistérios! Não, nos que dizem respeito, à minha figura. Porquê eu? Eu sou tão transparente, porque não serão os outros comigo? Será errado ser assim? Este blog, é um espelho de dias alegres, outros nem tanto, de dias inspirados, de dias com sol, com chuva, ou dias mais dedicados ao coração ou aos problemas com o coração. A minha escrita tem muito de mim, mas também tem os dias da fantasia, caso dos posts eróticos, que quase sempre são inspirados em alguém... ou dos poemas que geralmente saem do fundo da alma. Claro que há os dias da indignação, os da parvoíce, mas faz parte. Há os dias não, e os dias assim, assim. Gosto do meu blog porque sempre gostei de escrever desde muito cedo, (aí pelas oito da manhã) lol, e porque escrever é uma extensão de mim mesma na ponta dos dedos. Nunca pensei que este espaço chegasse onde chegou, tinha a sensação que o que escrevia, não era lido por ninguém, mas as coisas foram acontecendo e hoje posso dizer que estou satisfeita por ter criado este blog. Está quase a fazer um ano, e neste ano, lendo o que foi escrito dou conta que "cresci". Amigos, foram chegando alguns, dos quais só conheço pessoalmente duas pessoas. Há os que comentam as minhas escrituras, e que me "recebem" nos seus blogs, de quem sou fã, e depois há aquele amigo que só conheço da blogosfera e do messenger, com quem converso muito e me rio outro tanto. Não enuncio nomes, cada um sabe de quem falo e sabe que sou sincera no que aqui escrevo. Já é um vicio, e já é quase como uma família da qual queremos sempre saber se estão bem! O facto de não nos conhecermos pessoalmente não invalida que não queiramos saber uns dos outros, e prova disso, são as visitas aos blogs amigos e os comentários que fazemos. Obrigado, a todos que me visitam frequentemente neste espaço, que comentam, ou nem por isso...

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.