Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

blue eyes

O nome desta gaita, não interessa para nada. Interessa aquilo que aqui for postando dia a dia, ou à noite...Como só tenho um neurónio disponível, é muito certo que saia asneira de vez em quando, ou quase sempre...

blue eyes

O nome desta gaita, não interessa para nada. Interessa aquilo que aqui for postando dia a dia, ou à noite...Como só tenho um neurónio disponível, é muito certo que saia asneira de vez em quando, ou quase sempre...

13.Mar.08

Um filme

Dona das Chaves
(imagem retirada da internet)

... entraste no ---, um arrepio percorreu-me de alto a baixo. Fiquei calmamente, na vã esperança de uma aproximação. No meu imaginário já rodava o filme dos nossos corpos, em suaves ondas de prazer. As tuas mãos suaves percorrendo a minha pele, a tua boca deslizando, em beijos quentes no sentido descendente em velocidade lenta, enquanto o meu corpo se incendeia mais e mais. As minhas unhas roçam suavemente nas tuas costas, qual gata que pede mais e mais... sugo a tua orelha, arqueias o corpo numa onde de prazer que te leva num impulso a puxar-me de encontro ao teu centro de prazer num abraço apertado. Sinto a tua masculinidade, forte e sedenta de mim, abrando-te as intenções com um longo beijo, e vou descendo no teu corpo, beijando, sorvendo cada gota com sabor a sal, libertada no calor do momento. Ocupas-te de mim como eu de ti. Levamos o mesmo tempo a chegar ao ponto que pretendemos, numa sintonia que nunca conseguíramos. Sinto o calor da tua língua, dos teus lábios no interior das minhas coxas e começo lentamente a sentir-me em aceleração. Ocupo-me de ti, tentando fazer com que te sintas o ser mais desejado, e tentando abrandar a onda de prazer que me envolve naquele momento que, quero que seja de ambos. O tempo que se passa, não interessa, sorves cada gota da minha essência com o mesmo entusiasmo que eu sorvo a tua pujança de homem abandonado às mãos de uma gueixa. Uma explosão dos sentidos de ambos dá-se naquele momento, e dois corpos ardentes quebram por instantes, para logo depois recomeçar...
A aproximação, não se deu, mas o filme realizado no meu imaginário deixou-me com um sorriso, e como diz o ditado "a esperança é ...."


(eu devia estar a trabalhar... mas... deu-me para escrever, o inspirador disto tudo andava por aí,
e vai daí, soltei-me... pena que nunca vai ver...)

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.